Importante

Para qualquer nova mudança, manteremos nossos canais de comunicação atualizados.

Estamos a seu lado durante toda sua jornada de saúde.

CONSULTAS E SERVIÇOS

Oferecemos diversas especialidades de saúde em um só lugar.


UNIDADES

Encontre a unidade DaVita mais próxima de você. Nossa rede conta atualmente com 16 unidades na Grande SP.

EXAMES

Nas unidades DaVita você tem à sua disposição coleta de exames laboratoriais e exames de imagem.

Pronto Atendimento

O Pronto Atendimento está disponível em diversas unidades DaVita Serviços Médicos.
Saiba mais e descubra qual é a mais próxima e seu horário de funcionamento.

Saiba mais

Somos DaVita

A DaVita Serviços Médicos propõe um modelo inovador no atendimento e prestação de serviços em saúde. Oferecemos serviços integrados e coordenados. Esse é o nosso jeito especial de cuidar de você.

Saiba mais

DaVita Saúde

Acompanhe o nosso Espaço DaVita Saúde e fique por dentro das informações e curiosidades,
além de dicas de prevenção sobre a sua saúde.

02/04/2020
Prevenção

PÍLULAS DE INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

4. Como se isolar em caso suspeita ou confirmação de Covid-19? Com sintomas respiratórios leves e febre baixa, faça você ou não o teste, a orientação é ficar em casa e tomar medicamentos sintomáticos, analgésicos e antitérmicos, além de, fundamental, adotar os cuidados necessários para não infectar as demais pessoas à sua volta: - Se for possível, mantenha uma única pessoa da família para ser seu interlocutor – de preferência alguém com boa saúde, sem doenças crônicas e abaixo de 60 anos - Alimente-se bem, com uma dieta saudável, hidrate-se bastante e faça repouso - Mantenha-se em isolamento total por 14 dias, de preferência em local não compartilhado. Não saia de casa para nada nem fique junto das pessoas em casa – em moradias pequenas, use máscara e mantenha-se distante dos outros por, ao menos, um metro - Ponha a máscara ao se dirigir para  áreas comuns, como banheiro - Higienize diariamente superfícies do quarto e do banheiro, primeiro com sabão ou detergente e, depois, com um desinfetante com hipoclorito de sódio a 1% - Mantenha seus próprios talheres, pratos e copos, além de toalhas de rosto e de banho, sempre lavando-os antes de usar - Lave suas roupas separadamente, com sabão comum e água quente, de 60 a 90 graus centígrados - Higienize as mãos com frequência, assim como seu interlocutor/cuidador, secando-as, de preferência, com papel-toalha. Faça o mesmo em caso de tosse ou espirro, sempre cobrindo-os com o antebraço. Vale lembrar que, mesmo sem confirmação do quadro por teste, o Ministério da Saúde recomenda que os demais membros da família igualmente permaneçam em quarentena.

Saiba Mais
01/04/2020
Prevenção

PÍLULAS DE INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

3. Diante de sintomas respiratórios, quando procurar um hospital? De acordo com o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Infectologia, a recomendação de buscar um serviço médico de emergência se aplica apenas aos pacientes com febre alta (acima de 39oC) e falta de ar. Também chamada de dispneia, a falta de ar corresponde a um desconforto respiratório ao fazer atividades corriqueiras, como tomar banho, arrumar a cama e cozinhar – ou seja, em ações que, em circunstâncias normais, não dificultariam a respiração.  Pessoas com sintomas respiratórios, ainda que leves, e com doenças crônicas, como diabetes, afecções cardiovasculares e câncer, além de idosos, também devem receber atenção médica imediata, pelo maior risco de evolução grave do quadro. Nesses casos, de qualquer forma, vale fazer primeiramente um contato com o médico que acompanha cada paciente e pedir orientações. Agora, quem tiver manifestações como obstrução nasal, dor de garganta e tosse, sem febre ou mesmo com febre baixa ou estado febril (37,8oC), deve ficar em casa e se isolar. Em 80% dos casos, a infecção pelo novo coronavírus não evolui com gravidade, segundo a Organização Mundial de Saúde. Ademais, caso vá a um serviço de emergência médica com sintomas leves, que podem até ser de um resfriado comum, a pessoa corre o risco de contrair a Covid-19 na sala de espera, se não estiver contaminada ou, ainda, de infectar os demais pacientes que ali estejam por outras queixas e mesmo os profissionais de saúde, se estiver com a infecção pelo novo coronavírus.  Como a doença ainda não tem vacina nem tratamento, a testagem pelo exame molecular (PCR) não traz benefício imediato. Mesmo porque, no atual momento, quem vai para o hospital numa situação não emergencial pode não conseguir fazer o teste, que tem sido reservado a casos graves, ou, ainda que o faça, só receberá o resultado em alguns dias, sendo liberado para casa com medicamentos sintomáticos. Contudo, a situação pode mudar com outros tipos de testes, que, em breve, estarão disponíveis em serviços públicos e privados. Mas esse é um assunto para outra pílula de informação.

Saiba Mais